terça-feira, 18 de junho de 2013

O Pai Celestial ouviu minhas orações? Élder Kevin W. Pearson

...Pela primeira vez na vida tive a plena consciência de não estar no comando. Eu sabia que precisava me submeter à vontade do Pai Celestial. Eu não poderia ter o que quisesse só por estar guardando os mandamentos. O propósito da oração não era ditar ao Pai Celestial o que fazer, mas sim descobrir o que Ele desejava que eu fizesse e aprendesse. Eu precisava harmonizar minha vontade com a Dele...

A oração tem menos a ver com mudar nossas circunstâncias e mais com mudar a nós mesmos. Trata-se de buscar Sua vontade e pedir Seu auxilio para fazer o que precisamos fazer.

A Liahona Junho 2013